A Primogênita Toreador

À primeira vista, os Toreadores parecem ser tudo o que os jovens humanos contemporâneos desejam ser: musas, artistas, superastros imortais, sedutores irresistíveis. Mas o talento e a beleza deles nada mais são do que a camuflagem de um caçador. Por milênios, a linhagem dos Toreadores tem seduzido, Abraçado e consumido seletivamente as elites artísticas. Nós, Membros, podemos achar que somos imunes a seus olhares cativantes e palavras provocantes. Tolice! Não me envergonho de ter deixado Maia me manipular na corte porque, quando entendemos como os Toreadores atuam, a vaidade deles é fácil de explorar.

Os Artistes chegaram a Praga elegantemente atrasados, durante o século XVII. Apenas 300 anos depois, eles já estavam prontos para assegurar o Principado com mentiras e sedução, assumindo o trono antes mesmo que as cinzas de Zvi tivessem esfriado. Mas o reinado do Príncipe Vasily, como o da maioria dos príncipes Toreadores, foi breve. Há apenas meio século, ele foi violentamente deposto por Carlak, o Brujah.

Maia, que já era uma renomada socialite, estava estranhamente ausente da corte durante o ataque, mas logo voltou a prosperar. Ela foi uma figura notável durante a Revolução de Veludo e uma confidente secreta de vários presidentes desde então. Porém, ela bebe avidamente o sangue dos mesmos humanos com quem finge se importar tanto.

Isso me leva a duas conclusões. Em primeiro lugar: ela é inerentemente desleal, como prova sua conduta depois que Vasily, um Príncipe de seu próprio sangue, foi deposto. Em segundo lugar: sua persona humana e gentil não passa de um pretexto interesseiro. Isso faz de Maia uma inimiga perigosa. Do tipo que deve ser mantido por perto o tempo todo. Por isso ela mantém sua posição sob o meu reinado.

Algumas Rosas podem se aliar aos Anarquistas em crises futuras, uma perspectiva nada reconfortante. Tanto as deslumbrantes "Sereias" quanto as inspiradoras "Musas" são rápidas como um raio, mas empregam sua arte de duas formas muito diferentes.

No caos da última Convenção, eu presenciei uma Sereia enfrentar dois Brujah corpulentos, armada apenas com seu puro carisma e um punhal. Num momento, ela estava de joelhos, parecendo uma vítima tentadora para os vândalos. No instante seguinte, ela avançou numa explosão ofuscante de som e fúria. O maior dos agressores ficou de queixo caído, incapaz de desviar o olhar da Rosa. O outro cobriu os olhos e gritou. A Sereia girou em torno deles, dilacerando os agressores estupefatos com seu punhal afiado, e encerrou o espetáculo com uma pose triunfante. Tudo que restou dos oponentes foi uma névoa vermelha.

Uma vez, Maia me mostrou um vídeo como forma de "relatório" sobre o confronto entre duas de suas Musas e uma gangue de mafiosos hostis. Nessa gravação, vi dez homens armados com AKs e Makarovs alvejando o senhor de Maia, Mikola, por causa de uma pintura de vanguarda. Em seguida, o vídeo foi interrompido com estática, e ouvi a mais bela canção emergir da garganta de uma das Musas. Os bandidos se afastaram da primeira vítima, procurando essa nova ameaça. Atrás deles, a Rosa abatida se ergueu, inspirada pela canção da Musa. Os últimos minutos se resumem a carnificina enquanto os dois Toreadores, ainda cantando, avançam por ambos os lados contra os homens.

 

– Fonte: "Reflexões do Príncipe Markus; Os espinhos das Rosas"

Participe da Caçada

Entre no jogo

É necessário ter uma conexão de internet estável e contas da Sharkmob e do Steam. Restrições etárias se aplicam. Inclui microtransações no jogo.